Você está aqui

A CONSTRUÇÃO SOCIAL DA ECONOMIA POLÍTICA DA ÁGUA

Este trabalho apresenta uma crítica conceitual sobre a compreensão neoclássica da questão ambiental. O artigo propõe uma análise do modelo lógico-dedutivo usado pela economia ambiental neoclássica para a interpretação dos conflitos socioambientais. É apresentada uma revisão crítica dos princípios neoclásicos a partir do caso do acesso aos recursos hídricos.                                  

Particularmente, o trabalho tratará do uso de instrumentos econômicos de experiência política ambiental da gestão da água no Brasil e Portugal.

Para acessar o artigo completo, acesse o site da revista Sociologia - Problemas e Práticas.