Você está aqui

Notícias

Es la primera vez en la historia que el capitalismo enfrenta los límites de la naturaleza

Entrevista a Boaventura de Sousa, investigador y director del Centro de Estudios Sociales de la Universidad de Coímbra (Portugal).

Lançamento: Práticas da interdisciplinaridade no ensino e pesquisa

Lançamento do livro: Práticas da interdisciplinaridade no ensino e pesquisa, organizado por Arlindo Philippi Jr e Valdir Fernandes.

Nova edição da Revista de Estudos Ambientais (online)

A Revista de Estudos Ambientais acaba de publicar seu último número. Para acessar a ultima edição, clique aqui.

Vergonha que pode virar trunfo

Como encarar o disparate de o Brasil ocupar o 112º lugar no ranking mundial do saneamento?

Documentário A Lei da Água (Novo Código Florestal)

O filme foi dirigido por André D´Elia e conta com Fernando Meirelles na produção executiva.

Brasil não ratifica protocolo de Nagoya

O prazo para o Brasil garantir assento à mesa das negociações sobre as regras internacionais da Convenção sobre a Diversidade Biológica (CDB) no mundo se esgotou. O Secretário da CDB, o brasileiro Bráulio Dias, anunciou a entrada em vigor hoje, 11/07/2014, do Protocolo de Nagoya sobre Acesso a Recursos Genéticos e Repartição Justa e Equitativa de Benefícios Derivados de sua Utilização, adotado em 2010 no âmbito da CDB.

Atlas Mundial de Mortalidade e Perdas Econômicas do Tempo, Clima e de Extremos Hídricos

O "Atlas Mundial de Mortalidade e Perdas Econômicas do Tempo, Clima e de Extremos Hídricos”, recém-lançado pela Organização Meteorológica Mundial revela que entre 1970 e 2012 aconteceram 8.835 desastres ambientais que causaram 1,94 milhão de mortos e US$ 2,4 trilhões de perdas econômicas, resultado de secas, enchentes, furacões, ciclones, temperaturas extremas, deslizamentos de terra e incêndios florestais, ou por epidemias de saúde e infestações de insetos diretamente ligadas a condições meteorológicas e hidrológicas.

OMS: epidemia de ebola é emergência de saúde pública mundial

Da Agência Lusa

A Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou hoje (8) que a epidemia de febre hemorrágica pelo vírus ebola, registrada em pelo menos quatro países da África Ocidental, é emergência de saúde pública de alcance mundial.                                                                                          

 

Páginas