Você está aqui

Livro investiga as consequências do desastre de Mariana

Pouco mais de um ano após o desastre ocasionado pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, Minas Gerais, está disponível online e gratuitamente o livro “Desastre no Vale do Rio Doce – Antecedentes, impactos e ações sobre a destruição”. A coletânea de textos de diferentes grupos, que acompanharam de perto os desdobramentos do desastre, se baseia nas informações e análises geradas durante os primeiros seis meses após o rompimento.
 
Logo após o desastre, que logo foi compreendido como um crime ambiental, diversos movimentos sociais, Organizações Não Governamentais (ONGs), grupos de assistência médica e professores dirigiram-se para o local com o objetivo de prestar apoio às vítimas. Paralelamente à mobilização, foram muitos os grupos de pesquisa que se debruçaram sobre os acontecimentos na busca de compreender seus efeitos sobre o meio ambiente e sobre a saúde física e psicológica dos habitantes da região.
 
Notando a relevância e a riqueza do material produzido no primeiro semestre após o rompimento da barragem pertencente à Mineradora Samarco S.A, os organizadores do livro, Cristiana Losekann, coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Mobilizações Sociais da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e Bruno Milanez, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), convidaram diferentes movimentos sociais e grupos de pesquisa a apresentar a síntese de seus trabalhos para a construção da coletânea.
 
A organização das diferentes abordagens presentes no livro adota uma perspectiva temporal. Inicia-se com a discussão sobre os antecedentes do desastre, em uma tentativa de entender quais elementos estruturais e conjunturais podem ter levado ao rompimento da barragem. Em seguida, textos tratam dos impactos mais diretos, como as mudanças no rio e consequências para as pessoas e seus modos de vida. Por sim, algumas análises debatem os conflitos em torno da mitigação e da compensação da destruição causada.
 
Screen Shot 2017-01-27 at 3.44.36 PM
 
Acesse o livro em pdf aqui
 
---
Texto originalmente publicado pelo Saúde Popular, indicado para leitura pela colaboradora Izabela Santos, doutoranda em Ciências Ambientais pela USP.

Grupo de Estudos de Governança Ambiental


 

 

Governança Ambiental da Macrometrópole Paulista

Redes Sociais