Você está aqui

Livro investiga as consequências do desastre de Mariana

Pouco mais de um ano após o desastre ocasionado pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, Minas Gerais, está disponível online e gratuitamente o livro “Desastre no Vale do Rio Doce – Antecedentes, impactos e ações sobre a destruição”. A coletânea de textos de diferentes grupos, que acompanharam de perto os desdobramentos do desastre, se baseia nas informações e análises geradas durante os primeiros seis meses após o rompimento.
 
Logo após o desastre, que logo foi compreendido como um crime ambiental, diversos movimentos sociais, Organizações Não Governamentais (ONGs), grupos de assistência médica e professores dirigiram-se para o local com o objetivo de prestar apoio às vítimas. Paralelamente à mobilização, foram muitos os grupos de pesquisa que se debruçaram sobre os acontecimentos na busca de compreender seus efeitos sobre o meio ambiente e sobre a saúde física e psicológica dos habitantes da região.
 
Notando a relevância e a riqueza do material produzido no primeiro semestre após o rompimento da barragem pertencente à Mineradora Samarco S.A, os organizadores do livro, Cristiana Losekann, coordenadora do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Mobilizações Sociais da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e Bruno Milanez, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), convidaram diferentes movimentos sociais e grupos de pesquisa a apresentar a síntese de seus trabalhos para a construção da coletânea.
 
A organização das diferentes abordagens presentes no livro adota uma perspectiva temporal. Inicia-se com a discussão sobre os antecedentes do desastre, em uma tentativa de entender quais elementos estruturais e conjunturais podem ter levado ao rompimento da barragem. Em seguida, textos tratam dos impactos mais diretos, como as mudanças no rio e consequências para as pessoas e seus modos de vida. Por sim, algumas análises debatem os conflitos em torno da mitigação e da compensação da destruição causada.
 
Screen Shot 2017-01-27 at 3.44.36 PM
 
Acesse o livro em pdf aqui
 
---
Texto originalmente publicado pelo Saúde Popular, indicado para leitura pela colaboradora Izabela Santos, doutoranda em Ciências Ambientais pela USP.